A coisa mais legal depois de descansar em si no período de férias é poder fazer coisas que não se fazia há muito tempo [sentar e assistir tv descomprometidamente, sem obrigar-me a comentar no twitter, como vejo tanta gente fazendo, p. ex.]. Turistar é coisa linda também, e todos esses dias de absoluta tranquilidade me remetem ao fato de que, se me fosse possível organizar as 14-16h de trabalho dos meus dias de outra forma, seria ainda mais satisfeito com o que vivo :)… é o saldo desta primeira parte.

fln

Outra coisa boa sobre as férias é que você consegue ver de fora que tem ainda mais coisas que simplesmente não são necessárias de serem vistas, feitas e vividas, em prol de uma vida não mais fácil, mas mais leve. Serve também pra ver que certos planos e pequenos objetivos que nos levam a grandes metas fazem ainda mais sentido, dando a entender que é quase surreal ficar “com esse teco de lucidez” no meio de cada coisa do nosso dia-a-dia.

Conversando com a primeira dama e com amigos e colegas sobre relacionamento, reitero as conclusões de que (a) não, não é uma ocupação, relacionamento é oooooutra coisa e nem todo mundo pode, quer, consegue ou precisa estar pronto para viver um desses “neste exato instante”, (b) e que justamente por causa disso as pessoas acabam assumindo personagens ou personalidades incoerentes com suas essências, sobrando dobrado. E (c) paciência, muita paciência, é uma ferramenta interessantíssima na manutenção daqueles. Ajuda a manter o resto sendo só o resto :)…

[] ”Let me show you a few things / show you a few things about love” suit and tie, Justin Timberlake.

Siga por aqui:

One thought on “saladinha

  1. Com certeza, não tem coisa melhor que fazer algo que não se fazia a tempo. Como voltar ao blog, por exemplo. Duvido que lembre de mim, mas em todos os casos, lembro dos seus comentários super válidos nos meus post, e que tive grande saudade deste cantinho aqui! Um grande Beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *