Não tenho ídolos. Sempre achei todo mundo humano o suficiente para ser brilhante em algumas coisas, mas inútil em outras. Perfeitamente imperfeitos, portanto. Acredito que somos a média daquilo que nos empenhamos e do que procrastinamos, das pessoas com quem convivemos e do que nos inspiramos para usar de exemplo. Reconhecimento é uma consequencia, e mesmo quando é causa, precisa de uma jornada bem completa de capacidades e oportunidades.

superman by kloysius, on tumblr. https://kalelsonofkrypton.tumblr.com/ | o exemplo mais simbólico entre idolos, só poderia ter esta "aura divina".
meio homem, meio deus. Precisamos ser super’s?

Nunca foi por falta de biografia pra ler que podemos desnudar as pessoas, em suas descrições tecnicamente mais próximas. Olho para as personagens e ídolos marcantes do meu tempo, e de outros tempos, acabo “gravando a figura toda” ao invés de rotular por apenas uma de suas facetas.

todo mundo tem dois lados. Fonte: http://weedontcarewhosee.tumblr.com/

Coloco na conta da minha própria história, onde dentro de casa observava muito a todos, vendo que o bom e o ruim estão no mesmo corpo, expressam-se pelos mesmos meios. Ter lido “outliers” numa altura do campeonato onde estava construindo as bases do eu profissional ajudou a lembrar que muito pouco é por acaso.

As consequências das nossas escolhas e das circunstâncias que criamos e se estabeleceram ao nosso redor forjam nossas versões. O resto é como escolhemos lidar com isso.

A religiosidade e as religiões blindam um tanto do pensamento de que somos um pouco deuses, também. Do livre arbítrio a capacidade de constante adaptação. De surpreender aos outros por algo inesperado, inusitado ou surpreendente. Do simples fato de que cada dia dando um passo para frente em nossos desejos menos rasos e efêmeros, próximos ficamos de idolatrar quem olhamos no espelho, ao contrário das imagens “perfeitizadas” que tem muito mais a ver com um modelo de consumo do que com a realidade. com a perfeita certeza de que seremos imperfeitos. com a autonomia de acreditar que o resto pode sim ser o resto, com ou sem heróis a te limitar inspirar.

 

[♫] “Gotta hide your inhibitions

Gotta let that fool loose deep inside your soul

Want to see an exhibition

Better do it now before you get too old”, Off the wall, Michael Jackson.

One thought on “Quem é o seu herói? Do que são feitos seus ídolos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *