Me desapeguei do objeto relógio há anos, mesmo antes da tecnologia fazer com que ele saísse do pulso para voltar ao bolso.

Sempre esteve associado à precisão de baixar tempos correndo, ou de estar dentro do combinado em encontros com amigos e amores, logo, com um uso esporádico.

E ainda assim, temos sempre mais de um: o do celular, um de / em casa, e a hora que nos contam em alguma das mídias [rádio, tv, pc]. Costumo me guiar por um 4º relógio: o do mundo.

Saio de casa e tem 2 porteiros: um que fica de dia x a y, e o outro nos demais. Com eles sei que dia é da semana. Três quadras, e passo pela sra. do apart hotel, sempre de sapato de salto, e roupas nem sempre discretas, cabelo sempre solto.

Mais duas quadras, e o cara descendo as escadas do hotel. No meio da mesma quadra, o barulho do portão do estacionamento ecoando pela manha para deixar um ford branco ou um vw prata passarem.

Os semáforos estão sempre abrindo quando passo. Tem três pessoas entrando no prédio comercial, e 1 saindo da igreja.

O morador de rua está levantando, e um carrinheiro está chegando para pegar o lixo do dia. Mais 4 quadras. Uma loira de cabelo longo, esguia, começa a mexer no cabelo lá no começo da quadra por onde passamos e para de mexer marromeno no momento em que nos cruzamos.

Na quadra seguinte, a mae com a filha [uma cara da outra, e vice-versa] indo para a escola. Já esse semáforo tá sempre fechando.

Dar a volta na praça, e outra loira do outro lado do semáforo, sempre fechado. A senhora de blusa roxa passa logo quando passo bem em frente da farmácia. Na esquina seguinte, o sr. Coreano com duas sacolas de pano cheias de marmitas, esperando alguém, e um ônibus encostando.

As duas moças que sempre via na volta, agora vejo na ida, descendo do ônibus intermunicipal. O limpador de rua, sempre com barba pra fazer, sempre varrendo a parte coberta do prédio em construção, que já ta quase pronto.

Combo de executivos deixando o carro num lado para ir ao prédio pro outro. O segurança médio forte dos dias x a y, e o bombadão nos demais. “Bom dia, beleza? Beleeeeza”. Bora trabalhar…

[♫] “Can it be I stayed away too long

Did I leave your mind when I was gone

It’s not my thing trying to get back

But this time let me tell you where I’m at” / I wanna be where you are, Michael Jackson.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *