2017 foi de coragem. Em 2018, estou mais para cantor sertanejo: quero paz no meu coração e quem quiser ter um amigo, que me dê a mão [é a versão que tocou no meu tempo. A original é essa aqui].

Paz no coração significa seguir colocando de pé tudo que fundei: uma empresa, casamento, e aquele pacote de reconstruções intimas e pessoais que só quem ficou desgastado mentalmente, não tem mais “lugar pra fugir” [conversar e/ou ficar na casa da mãe], possui. Fica ali na zona neutra entre as resoluções de ano novo que a galera fura e todo o meu poder de foco.

se te faz feliz, não é desperdicio de tempo
Fonte: https://icanread.tumblr.com/post/166787831848

Ter um amigo e dar a mão é um “propósito inconsciente”, que sempre me rondou.

Historicamente, fui o “orelha de ferro” tanto da familia quanto dos grupos de amigos. Além de segredos que não são compartilhados, a naturalidade em propor ou ajudar a buscar junto uma solução para os problemas que as pessoas enfrentam sempre me moveram, enchendo a bateria da gratidão pela vida e da incapacidade absoluta em reclamar, seja lá do que tenho ou do que vivo.

Em paralelo, um desapego enorme a quem entra na vida, pega o que precisa, e sai. Há não muito ficava frustrado ou magoado, um dia a ficha caiu: qualquer sentimento que alimentamos em relação as pessoas, não passa de expectativa da nossa parte.

liz climo
Fonte: http://lizclimo.tumblr.com/post/151763665179/the-owl-xorcist

Ou seja: entre o que você espera da pessoa e o que ela realmente é, existe a realidade. As expectativas são todas nossas, logo, nossa responsabilidade. O que elas farão de bom ou ruim por nós, é com elas. E não temos controle sobre isso. Pessoas são complicadas.

Então, dar a mão é ser parceiro de quem quiser parceria, ser amor pra quem der amor, e distanciamento para quem trouxer só o negativo ou o que não me interessa. Sem tudo isso estar no centro da vida, mas preenchendo e recheando os espaços que vagam entre as escolhas que fiz e/ou mantive.

2018: No universo ao meu redor

Tem eleição, que será ainda mais polarizada ante 2014. É um cenário mais nebuloso, pois não existem “lideres possiveis” [leia-se: aptos a candidatura e vitoria] em nenhum dos lados.

Tem quem se assuste com o extremismo de alguns candidatos, mas eles são apenas reflexo da nossa sociedade. Que é, sim, muito pior que as aparências. E muito melhor do que a mídia nos vende.

The 2018 World Cup logo is pictured outside the Kazan Arena stadium in Kazan, Russia, on June 17, 2017 ahead of the Russia 2017 Confederation Cup football tournament. / AFP / FRANCK FIFE
Fonte: https://www.df.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/futebol-internacional/2017/09/12/noticia_futebol_internacional,62096/ingressos-copa-do-mundo-russia-duvidas.shtml

Também tem copa! Gosto muito do grupo que o Tite montou, e mais ainda de como ele pensa futebol. Mas não vejo o Brasil vencendo, primeiro pelo estrago “pró-equipe” que existe no Neymar jogando pelo PSG. Um reizinho que merece todo o sucesso que a sua competência e trabalho duro lhe dá, mas que nitidamente coloca o(s) coletivo(s) ao seu entorno à serviço do sucesso individual.

Seleção! Fonte: https://twitter.com/demarkesports/status/936241156219740161

Segundo porque tem seleções mais inteiras como time, ainda que o futebol seja imponderável. Será bem bacana de ver, e confesso que é a primeira vez que tenho até ansiedade pela copa, pois será a 1ª que tenho enooormes chances de conseguir assistir todos os jogos. Isso, para um apaixonado por futebol, é como “tudo com 60% de desconto” para quem adora roupa, haha.

 

Fonte: http://ryotiras.com/

Acredito na melhora da economia interna, independendo o cenário politico. Acredito que o Trump cria uma enorme cortina de fumaça com “conflitos internacionais” para poder colocar num outro sentido de “à ferro e fogo” o seu “make america great” de pé. A China, quietinha, está costurando mais acordos comerciais com outros países, e logo a Europa e os EUA vão crescer os olhos e os bolsos para isso.

 

O resto vai ser o resto como sempre e eu vou escrever um post sobre o final deste ano com ainda mais gratidão e alegria, comparado com os sentimentos que nutro ao colocar um pontinho final aqui :)

 

||| ♫  ||| “Everybody’s got a vision, everybody’s got a plan

You tell me lies, you look me in the eyes

But honey I would rather stand out in the rain” fools, diane birch

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *