Um disco nacional: O que você quer saber de verdade – Marisa Monte.

Ela é o tipo de cantora que alcançou a consagração, por isso se dá ao luxo de gravar um disco a cada cinco anos, ficar em turnê no máximo um ano e depois lançar um extra do album. Sem fugir do script, Marisa Monte vem apertar o botão de Refresh na música popular brasileira já mandando numa paulada só 4 das 14 músicas em novelas. Vale ouvir não só pela sonoridade gostosa dela, mas pela multiplicidade de estilos que ela trouxe nas musicas, graças ao seu talento original e ao segundo trabalho que mais lhe ocupa, que é pesquisar, catalogar, e restaurar as preciosidades dos primeiros tempos e registros da musica verdadeiramente brasileira.

Um album gringo: Born and Raised – John Mayer

ele é um cantor que já achou o seu formato: entre num relacionamento, erre o quanto puder, se desiluda, mantenha suas práticas de violão e guitarra, escreva de 10 a 12 letras, regrave uma musica antiga, faça uma capa bonita, e venda como se não houvesse amanhã. O bom é que o mais do mesmo dele é de altíssima qualidade, e como instrumentista ele destroça nos solos dos instrumentos já citados. Album recomendado para quem gosta de um som “tipicamente americano”, pra quem quer escolher uma próxima baladinha romantica para esquentar seu coração e pra quem tá buscando uma letra para resumir o momento da sua vida.

Duas páginas para curtir: Super Interessante e Vida Simples

Ao contrário da irmã rica e semanal Veja, as mensais e bem feitas Super e Vida Simples são produzidas com conteúdo que ao menos te colocam para pensar melhor sobre tudo que nos cerca, curiosa ou cutucosamente. Pra quem tem um pouco de curiosidade e busca sempre em outros lugares um pouco de equilibrio, são assinaturas recomendadissimas. Para drops diários delas, colem lá em suas respectivas páginas no feice [ui!].

Uma risadinha: Como eu me sinto quando…

Todo mundo se sente de alguma forma com qualquer coisa que vivemos. Esse microblog faz graça das situações bizarras ou não do nosso dia-a-dia com a ferramenta da vez na internet [e nos devices que enfim são compativeis com essa minuscula traquitana tecnológica]: os gifs. Como voce se sente quando solta uma risadinha com uma coisa besta? vai lá e confere :P

Um texto para pensar: aqui.

Uma boa ideia, bem aqui.

E um bjo pra quem é de bjo, com abraço pra quem é de abraço. Pq o resto é o resto :D

•)) sem música!

One thought on “Culturix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *