Quantos dias a vida apenas é?

Apenas ficar o dia todo em silêncio para buscar dentro de si respostas menos agressivas, menos rancorosas.

 

Apenas deixar ficar no colo e fazer cafuné. Apenas limpar a casa em todas as pontas, ou ficar congleado na primeira frase errada, no acordar esquisito, em não sentir-se bem e, mesmo com um monte de coisas para fazer, não estar em lugar algum, muito menos consigo.

Já que ela nunca para e torna-se uma só coisa, na multiplicidade de sentimentos, e na monhanha russa de sensações e sentimentos positivos ou negativos, bons ou ruins, temos que nos permitir ser mais do que somos, para fazer com que aquilo que não nos serve, apenas seja.

Cortar toda e qualquer pessoa que vem tirar e só deixa o vazio de ocupar o meu tempo com os seus problemas. Ou quer algo, no tempo, hora e vontade dela, e com a falsa ideia de sentir, vem dizendo de tudo, mas pouco fazendo.

Recortar toda e qualquer ideia que nos torne mais rico. Riqueza, leia bem, não se mede pelo saldo bancário. Se mede pelo tempo que você tem para fazer o que quiser. Especialmente quando todo mundo tem as mesmas 24h, usá-las de um jeito que efetivamente te deixe feliz, é tua escolha. Tá na tua história.

 

Colar, na cabeça e no coração, a ideia de que tudo – tudo – passa. Fácil ou dificil, curto ou longo, demorado ou acelerado… absolutamente tudo, passa. A ideia de que o esforço compensa. Independe errar ou acertar. Para ambos há o esforço, com tudo há o aprendizado. Contudo, há o aprendizado.

 

A ideia de que somos mais responsáveis pelas circunstâncias que enfrentamos, do que queremos acreditar. Coisas tão grandiosas quanto o universo, o fato de estar vivo, não sermos os últimos – nem os primeiros – nesta terra absolutamente redonda [fora os outros] são sugestivas para transferir nossa carga de responsabilidade.

 

Mas, será mesmo que tudo isso aí tem espaço e tempo para “ok, vamos pontualmente tornar a vida de pessoa A mais fácil e de B mais difícil”? Aliás, fácil ou dificil não é uma medida que a nossa régua é que efetivamente mede, enquanto a realidade tem medidas distintas para cada um?

 

Talvez a vida apenas seja. Apenas é.

E é no agora que vamos refletir, parar, sonhar, planejar. É só no agora que vamos fazer. É agora que vamos fazer com que a vida apenas seja. Para que todo o resto seja apenas o resto.

Imagem da capa: http://badbugs.tumblr.com/post/175230924977

||| ♫  ||| Sem música

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *