Se tem uma coisa que faço bastante nestes curtissimos 31 anos de vida, é me comprometer. Só de blogagem são 14 anos.

Pelo menos uma vez a cada 10 dias, tirar alguns minutos para botar alguns parágrafos no papel ou no word / keep / evernote / email. Revisar, encontrar ou fazer imagens bacanudas, e colocar no ar.

Escrever é uma auto-terapia, tanto ao mirabolar meus pensamentos e desviá-los da sinceridade que uso offline para simplesmente chegar numa pessoa e dizer o que sinto, quanto para refinar as técnicas necessárias para a parte profissional da vida.

 

 

Com a terapia offline + envelhecimento, sinto que este é um ciclo se fechando.

Não vou parar de escrever, mas não me vejo mais fazendo o que faço desde julho de 2004 onde, doido para desabafar e para aprender html, achei o uol blog e coloquei um endereço .zip.net no ar. Endereço que vai deixar de existir em novembro de 2018, mas não quando a pessoa é precavida e deixa um arquivo do arquivo intacto :)…

 

O tzaum é o 2º compromisso mais extenso da vida [o primeiro ainda é estudar].

O blog me trouxe paz de espírito, relacionamentos, e a capacidade de estar comprometido com algo “de mim pra mim”, pare medir a febre do quanto seria capaz de tornar a minha vida melhor.

Ganhei em concentração, na capacidade de simplesmente botar qualquer assunto no papel com uma velocidade prática, e em tratar a escrita como ela é: uma técnica. Criatividade e inspiração são facetas de outro princípio igualmente treinável: a capacidade de absorver conteúdo e transformá-lo em repertório.

 

 

Isto posto, não quero dizer que o tzaum encerra as suas atividades. Mas, vai mudar de formato. Mais espaço entre os desabafos. Mais escritas onde as pessoas estão, menos onde eu simplesmente escreveria. Mais “tonykarlos”, menos “tzaum”.

O resto vai continuar sendo o resto :)

||| ♫  ||| Sem música

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *